SEGUIDORES DO BLOG

Quer participar do blog
Como seguidor?

CLIQUE AQUI!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Dicas para começar 2012 com emprego novo!

Está sem trabalho ou quer mudar de carreira? 8 dicas  para crescer profissionalmente neste novo ano




1. Cadastre seu currículo em sites de empregos 
Antes de tudo, lembre-se de manter seu currículo atualizado. Inscreva seu currículo em diversos sites, porque os departamentos de RH de grandes companhias anunciam vagas e escolhem candidatas por meio deles. Só para você ter uma ideia de como funciona: os especialistas da Catho Online avisam que de janeiro a novembro do ano passado 11 mil pessoas tinham sido chamadas apenas na primeira semana de cadastro.

2. Aposte nas redes sociais 
Considere trocar o status do Facebook, Orkut ou Linkedin para ”disponível profissionalmente”. A ideia é essa mesma, perder a vergonha e comunicar a procura a todos: quem não é vista não é lembrada. Outra dica: muitas vezes os ex-colegas de trabalho, que não têm nada a ver com as demissões (a não ser em casos claros de puxada de tapete), podem ajudar com alguma indicação.

3. Reflita sobre sua carreira 
Um consultor pode dar orientações a quem precisa repensar a carreira (empresas como a Cia. de Talentos oferecem o serviço). Eles sabem inclusive as profissões que estão bombando, as vagas mais concorridas, empresas em processo de recrutamento de pessoal… Muitas mulheres que fazem essa consulta acabam chegando à conclusão de que se dariam melhor em outra área mesmo - e resolvem tentar uma vida nova.

4. Invista em algo que foi adiado por causa do trabalho 
Pode ser uma uma viagem para o exterior ou um curso de especialização. Essas atitudes só ”engordam” o currículo. Em boas escolas, como o Senac e a ESPM, há intensivos de um ou dois meses e com certificado.

5. Faça um planejamento financeiro 
É comum ficar dois ou três meses à deriva até conseguir outro trampo. Portanto, reorganize seus gastos. Nessas horas apertaaaadas, aquelas compras de supérfluos não são nada bem-vindas. Porém, falta de grana não deve ser motivo para aceitar vagas abaixo das suas qualificações só para garantir um empreguinho – isto pode causar problemas de insatisfação em curto e médio prazos. Avalie sua situação. 

6. Fique de olho na agenda 
Para quem está empregada, um bom conselho é não marcar entrevistas em horário comercial. Perder a confiança dos seus chefes por  corpo mole queima muito o filme. O melhor período para esses encontros é antes ou depois do expediente. Quem sabe usar o horário de almoço para isso, hein?

7. Foi demitida? Assuma para o entrevistador 
Se você foi demitida, jamais diga que ”resolveu buscar novas oportunidades” quando isso não for verdade. Desligamento não é motivo de vergonha e qualquer entrevistador descobre a real com uma ligadinha para o ex-patrão. Além disso, as dispensadas precisam explicar seus erros e se comprometer a não cometê-los de novo.

8. Negocie seus direitos 
Este não é o fim do mundo. Quem tiver carteira assinada vai receber tudo direitinho e ainda pode contar com o fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS), com o qual dá para planejar o retorno ao mercado sem deixar de pagar as contas, além do seguro-desemprego. Trabalha como frila fixo ou é prestadora de serviços? Então precisa negociar beeeem com os chefes para não sair de carteira vazia - alguns sindicatos têm assessorias jurídicas que podem ajudar a fazer essas contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário